Sebastião da Rocha Pitta

 

Rocha Pitta foi um advogado, poeta e historiador baiano, fidalgo da Casa Real, Cavaleiro da Ordem de Cristo, acadêmico da Academia Real da História Portugueza e patrono da cadeira 8 da Academia Brasileira de Letras.

Sebastião da Rocha Pitta nasceu em Salvador, em 3 de maio de 1660, filho do capitão João Velho Gondim, natural de Ponte de Lima, Portugal, e da pernambucana Brites da Rocha Pitta. Era sobrinho e herdeiro do desembargador João da Rocha Pitta, chanceler da Relação na Bahia. Ele era também neto de Sebastião da Rocha Pitta, provavelmente irmão do desembargador e tio, em segundo grau, do historiador baiano.

Rocha Pitta recebeu o grau de Mestre em Artes, no Colégio dos Jesuítas da Bahia, e depois o grau de bacharel em direito canônico pela Universidade de Coimbra, em 1682.

Retornando ao Brasil, Pitta recebeu o posto de coronel do regimento de infanteria das ordenanças da Bahia, casou-se com Brites de Almeida e seguia para sua fazenda, nas margens do Rio Paraguaçu, perto de Cachoeira, onde dedicou-se à lavoura.

Além do português, Pitta dominava o francês, o holandês, o latim, o italiano e o espanhol. Entre suas obras mais importantes, estão:

Breve Compendio e Narraçam do fúnebre espectaculo que na insigne Cidade da Bahia, cabeça da America portugueza, se viu na morte de El Rey D. Pedro II. de gloriosa memoria, S. N.. Publicado em Lisboa, em 1709.

Summario da vida e morte da ex.ma sr.ª D. Leonor Josepha de Vilhena, e das exequias que se celebraram á sua memoria na cidade da Bahia. Lisboa, 1721.

Historia da America Portugueza, desde o anno de mil e quinhentos de seu descobrimento, até o de mil setecentos e vinte e quatro. Lisboa, 1730. Esta foi sua mais importante obra e a mais completa sobre a História do Brasil publicada até a época. O manuscrito original chegou em Lisboa em 1725.

Rocha Pitta recebeu o hábito da Ordem de Cristo, em 1679, foi vereador do Senado e foi nomeado acadêmico supranumerário (por exceder o número original de acadêmicos) da antiga Academia Real da História, em 28 de Agosto de 1721. Foi também presidente da Academia Brasilica dos Esquecidos, fundada em 7 de março de 1724, a primeira academia de letras do Brasil.

Rocha Pitta faleceu na Bahia, em sua fazenda, em 2 de novembro de 1738.

 

◄ História da Bahia

 

 

Folha de rosto de um dos originais da Historia da America Portugueza de Rocha Pitta, publicado em 1730 (escrito por volta de 1724). Disponível para leitura e download no Openlibrary.org. Uma outra edição foi publicada em 1880, em Lisboa, revista por F. G. Goes, com ilustrações adicionais e uma pequena biografia de Pitta (download aqui - 31,5 MB PDF). Cerca de quatro outras versões foram publicadas.

 

Historia Brasil

 

Historia America

 

 

 

Copyright © Guia Geográfico - História, biografias de pesquisadores, Pita.

 

 

Historia da Bahia

 

Sebastião da Rocha Pitta

 

(1660 - 1738)